Nossa opinião sobre os outros diz mais sobre nós, do que sobre o outro.

"Tudo o que nos irrita nos outros, pode nos levar a uma melhor compreensão de nós mesmos" - Carl Gustav Jung.

Não só o que nos irrita, mas também o que nos desperta#emoções. A provocação de #Jung com essa frase, destaca a possibilidade de usarmos nossas relações como uma forma #autoconhecimento.


A forma como nos comportamos diante de eventos, ou de relações sociais, diz muito sobre quem somos. Principalmente, sobre nossos #valores, crenças e aspirações.


Jung formulou com seu trabalho, vários conceitos sobre nossa #personalidade, como os #arquétipos, utilizados hoje, não só na psicologia, como também pelo #marketing para criar a identidade de uma #marca.


Além disso, a #TeoriaJunguiana também fala a existência de um #InconscienteColetivo, que seria a camada mais profunda da #psiquê. Ele é constituído pelos materiais que foram herdados geneticamente, e é nele que residem os traços funcionais, tais como imagens virtuais, que seriam comuns a todos os #SeresHumanos.


Apesar de haver muitas críticas a Jung, como também há à #Psicanálise de #Freud, é inegável suas contribuições para nossa compreensão de como nós funcionamos.


Entender como nós pensamos, agimos, e nos comportamos, #FazTodaADiferença para agirmos conscientemente, fazendo as#escolhas mais assertivas em nossa vida.


Os #investidores são pessoas, os #clientes são pessoas, os #colaboradores, #fornecedores, #concorrentes, todos são pessoas, e entender de negócios como já citamos, é entender de pessoas. E, o primeiro passo para entender o outro, é entender a si mesmo.


Você concorda com essa ideia de que podemos nos compreender melhor a partir do que sentimos em relação ao #comportamento de outras pessoas?


Deixe nos comentários sua opinião.


#CarlGustavJung #PsicologiaOrganizacional #GestãoDePessoas #RH #CulturaOrganizacional #Sucesso #DesenvolvimentoPessoal

2 visualizações

(14) 99810-9160

  • Facebook
  • Instagram
  • LinkedIn
  • YouTube

2019 by CADENC