Como monitorar o sucesso de um negócio? Parte 1


Diz a máxima que aquilo que não se monitora não se controla.


Esta frase é um tanto conhecida entre os gestores. Mas como realizar tal monitoramento? E mais, o que fazer com os números aferidos? O que teoricamente parece simples, na prática exige um senso crítico para que suas análises contribuam com o sucesso do negócio.


Observemos o seguinte exemplo:

Na primeira semana do mês de janeiro, uma microempresa que monitora o seu volume de vendas por mês, apura as seguintes informações:

Faturamento médio dos últimos 6 meses (julho a dezembro) - R$ 100.000,00

Crescimento médio do faturamento nos últimos 6 meses (julho a dezembro) – 10%

Em posse destes dados o gestor da empresa fica otimista e decide se antecipar à esta crescente demanda e determina que a partir daquele momento o seu departamento de compras envie pedidos a seus fornecedores com volume 10% maior que o convencional.


60 dias depois o gestor observa que a empresa apresenta estoque alto, dificuldades de pagamento de fornecedores, e que a empresa passou a operar com dinheiro de bancos, pagando altas taxas de juros. Não entendendo onde estava o problema, ele resolve contratar um consultor para refazer suas análises e ajudá-lo a identificar onde havia errado. Assim, o consultor observou o seguinte cenário.


Faturamento médio dos últimos 12 meses (janeiro a dezembro) – R$ 88.000,00

Crescimento médio do faturamento dos últimas 12 meses (janeiro a dezembro) – 5,4%


Volume médio de produtos vendidos por mês (janeiro a dezembro) - 5.000un

Crescimento médio do volume de produtos vendidos por mês (janeiro a dezembro) – 1%

Taxa de inflação média do período – 5%

Tipo de negócio: Comércio de fogos de artifício


Em posse destas informações o consultor elaborou o seguinte relatório:

A empresa não apresenta crescimento, uma vez que a taxa de crescimento observada no faturamento corresponde à taxa de inflação. E, a taxa de crescimento de 1% no volume de produtos vendidos corresponde à sazonalidade do tipo de negócio, uma vez que as vendas estão centralizadas entre os meses de junho, julho, e principalmente dezembro, sendo os meses de janeiro e fevereiro os meses de menor volume de vendas.


Este exemplo apesar de hipotético traduz uma realidade muito comum. Isso porque os números por si só são subjetivos, e podem conferir ao gestor falsas ideias sobre aquilo que se está monitorando, podendo comprometer o planejamento e desempenho futuro do negócio.


Para uma boa análise crítica de um resultado, o gestor deve analisar períodos de no mínimo 12 meses, considerar possíveis sazonalidades, observar fatores internos do macroambiente como inflação e tendências de mercado, e principalmente estabelecer relações entre dois ou mais indicadores para validar suas conclusões.


Outra preocupação bastante importante ao monitorar um resultado é o método de coleta e tratamento dos dados. Existem diversas ferramentas no mercado para esta função, e ao escolher uma o gestor deve observar a segurança das informações, a confiabilidade dos registos e a disponibilidade dos dados para análise em tempo hábil.


Programas que transformam os dados em gráficos e possibilitam o manuseio dinâmico dos dados também ajudam muito na obtenção de informações mais concretas para a tomada de decisão e elaboração de planejamentos.

É importante que o gestor, ao realizar suas análises, tenha noções de estatísticas e as apliquem para validar suas conclusões. Tão quanto é importante possuir uma meta e/ou números comparativos para determinar se o resultado aferido é satisfatório.


Transcender a teoria e alcançar a praticidade destes conceitos pode ser muito mais fácil do que parece. Seja através de um consultor especializado, ou através de cursos de aperfeiçoamento profissional, os gestores podem aprimorar as rotinas de seu negócio e implantar ferramentas que permitam o controle do sucesso.


Continue acompanhando nossos artigos que em breve traremos dicas mais práticas sobre como monitorar o sucesso de um negócio.

0 visualização

(14) 99810-9160

  • Facebook
  • Instagram
  • LinkedIn
  • YouTube

2019 by CADENC